Fique por dentro das novidades e saia na frente

Receba e-mails semanalmente com novidades.

 

 

Planejamento orçamentário - 5 dicas para reduzir gastos na empresa

Postado por Márley Nolêto

Postado em 30/08/2016 09:00:00


Planejamento orçamentário: 5 dicas para reduzir gastos na empresa

O planejamento orçamentário é essencial para que o empreendedor possa controlar, com maior precisão, as finanças da empresa e definir as próximas ações na busca por resultados mais aprimorados. Nesse sentido, o acompanhamento dos custos é necessário para que eles possam ser reduzidos, alcançando maior eficiência financeira.

No artigo de hoje vamos oferecer 5 dicas que vão ajudar a reduzir os gastos na empresa. Continue a leitura e confira conosco!

1- Faça um controle rigoroso do fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o controle de todas as entradas e saídas de dinheiro que são feitas na empresa. Para um controle mais preciso, é fundamental fazer o registro de tudo — mesmo as contas pequenas, consideradas insignificantes. Além disso, não é aconselhável fazer o arredondamento dos valores, pois isso compromete análises posteriores.

Para evitar o risco de erros e negligência no lançamento de alguns valores, vale a pena fazer uma revisão diária e verificar se faltam informações, ou se elas estão equivocadas. Depois que o fluxo de caixa está devidamente controlado, ele passa a se tornar uma base bem sólida para que o empreendedor possa se planejar e tomar melhores decisões — principalmente no que diz respeito à redução de custos.

2- Faça um planejamento orçamentário anual

O planejamento é fundamental para qualquer atividade que for realizada em uma empresa, não seria diferente com as finanças. É sempre bom fazer a elaboração de um orçamento anual, pois é por meio dele que as estratégias serão definidas e o empreendedor poderá basear suas decisões, além de acompanhar se os gastos estão dentro do previsto. Assim, é possível estabelecer limites de gastos para cada categoria de custos.

Como algumas variáveis podem mudar — inflação, aumento de preços, queda nas vendas, entre outras coisas — pode ser necessário fazer a revisão desse orçamento, especialmente quando se deseja reduzir os custos.

3- Controle os indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho permitem avaliar os resultados e averiguar se eles estão de acordo com o que foi planejado e se os recursos empregados foram suficientes para alcançar os objetivos. Para reduzir custos é essencial controlar o indicador relacionado a essa métrica, que indica quais são os gastos, de que forma eles impactam no faturamento, quais deles são pontuais e quais podem ser reduzidos — ou eliminados.

Assim, dá pra tomar decisões a respeito de cortes com a segurança de que as atividades ou a qualidade dos produtos e serviços não serão afetadas, além de acompanhar se as ações estão mesmo sendo eficazes.

4- Mude os hábitos

A mudança de alguns hábitos na rotina de trabalho já são suficientes para trazer uma redução de custos e ajudar a melhorar o planejamento orçamentário. Algumas delas incluem:

  • Diminuição do uso de papel: por meio da adoção de rascunho para realizar anotações, evitando imprimir e-mails e outros documentos – a menos que seja muito importante;
  • Desligar os monitores quando não estiver usando o computador;
  • Desligar as luzes, o ar-condicionado e os computadores ao final do expediente;
  • Utilizar garrafinhas de água, em vez de copos descartáveis.

5- Invista em tecnologia

O investimento em um sistema de gestão integrado ajuda tornar alguns processos automáticos e facilita o compartilhamento de informações, que também é feito de forma automatizada. Com isso, é possível obter muitos dados em tempo real e tomar decisões com maior agilidade. Ele também ajuda na redução de custos, visto que há a economia de tempo, aumento da produtividade, redução de erros e necessidade de retrabalho.

Além disso, algumas soluções permitem a geração de relatórios, que permitem a visualização dos dados consolidados e auxiliam o empreendedor no processo de tomada de decisão.

O planejamento orçamentário envolve muitas análises e planejamento, o que faz com que a redução de custos também precise ser estudada, avaliando quais são os principais pontos de corte.

Gostou do artigo? Aproveite para nos seguir nas redes sociais e acompanhar novidades e outros conteúdos!

voltar