Fique por dentro das novidades e saia na frente

Receba e-mails semanalmente com novidades.

 

 

Os benefícios que a NFC-e trará para as empresas e consumidores

Postado por MARLEY NOLÊTO

Postado em 05/09/2015 00:00:00


Hoje, para a emissão de nota fiscal ao consumidor final, no varejo, é feita por meio de uma impressora fiscal acompahada por um programa emissor de cupom fiscal que deve ser homologado pela secretaria da fazenda de cada estado onde este programa for utilizado. O processo de homologação é caro, demorado tornando o programa emissor caro para o comércio varejista visto que o custo para as sofwares houses que desenvolvem  e homologam este programa emissor de cupom fiscal é muito elevado. Ou seja, passa a ser visto como um custo e não como um investimento que vá trazer algum resultado para o negócio.

Nas empresas, o uso da nota fiscal do consumidor eletrônica (NFC-e) reduzirá os custos com a burocracia. As obrigações burocráticas, como o uso da Emissora de Cupom Fiscal homologada, processos de redução Z e o mapa-resumo não serão mais exigidos pelo fisco. Além disso, a NFC-e simplificará o fechamento de caixa e proporcionará mobilidade do ponto de venda. O fechamento da venda poderá ser feito pelo próprio vendedor através de um tablet conectado à internet ou até mesmo por meio de um celular smartphone. Em resumo, a nota fiscal do consumidor eletrônica (NFC-e) desburocratizará e aperfeiçoará o varejo, promovendo flexibilidade, agilidade, mobilidade e qualidade de atendimento nas lojas.

Já para o consumidor, a NFC-e trará grandes benefícios, como a redução da espera para concretizar a compra, a verificação em tempo real da validade da compra realizada. Além disso, a nota fiscal eletrônica permite o envio via email, sms, entre outros meios eletrônicos.  A redução da burocracia e a agilidade, gera uma melhoria na experiência de compra, trazendo uma satisfação com o serviço prestado e uma percepção de modernidade para o cliente.

voltar