Fique por dentro das novidades e saia na frente

Receba e-mails semanalmente com novidades.

 

 

Como calcular o preço de venda com base no custo real de um produto?

Postado por Márley Nolêto

Postado em 05/01/2016 16:00:00


Como o preço de um produto ou serviço é calculado? Quem tem experiência em vendas, sabe que trata-se de algo muito mais complexo do que simplesmente saber quanto a concorrência cobra e, dessa forma, estipular valores competitivos, mas aleatórios.

A formação do preço de venda está diretamente ligada à realidade do seu empreendimento, e, em nosso post de hoje, lhe ensinaremos como realizar a precificação com base nos custos reais de um produto, facilitando a administração do seu negócio de forma simples. Confira!

Faturamento bruto

Para se chegar ao preço de venda, o faturamento bruto do seu negócio deverá ser devidamente conhecido. Uma forma ideal de se fazer uma medição para que a precificação seja feita é por meio de uma média mensal realizada dentro de um período. Dividir por 6 o montante total de seis meses já oferece uma boa base sobre o quadro geral de sua empresa. Lembre-se de não abater custos fixos ou variáveis nessa medição.

Custos fixos

O custo real de um produto também tem a ver com o quão oneroso é colocá-lo a venda. Usando também a média mensal medida no período de seis meses, calcule o quanto você gasta com despesas fixas, como contas de consumo, condomínios, aluguéis, salários (sem as comissões) etc.

Custos variados

Fazendo o cálculo da média da forma como já estipulamos, inclua neste parâmetro os custos com fretes, publicidade, comissões, impostos e outros tipos de investimento. É preciso ter muito cuidado na hora do cálculo dos custos variados, pois nada deverá ser esquecido — do contrário, a formação do preço de venda poderá ser impactada. Outra dica importante sobre os custos do seu negócio é que você deve evitar que os custos fixos mais os custos variáveis ultrapassem 30% do seu faturamento bruto, ou a saúde financeira do seu empreendimento poderá ser seriamente comprometida.

Margem de lucro

Neste passo, você deverá estipular qual é a margem de lucro desejada para seus produtos ou serviços. Isso deve ser feito com cuidado, tendo em vista que o mercado e a concorrência dizem muito a respeito desse fator. Dependendo do tipo de mercadoria que você comercializa, a margem de lucro deverá ser menor no caso de produtos que vendem em grande volume, para que os preços sejam mais competitivos diante dos seus concorrentes.

Cálculo do preço de venda

Para lhe ajudar a compreender a como o preço de venda é construído, vamos supor que o seu comércio vende camisetas e que a margem de lucro desejada é de 15%. Com um hipotético custo fixo de 20% mais 10% de custos variáveis, somados à margem de lucro estipulada, temos 45%. A partir de agora, por meio de um cálculo simples, conseguimos chegar ao Mark Up, ou seja, a taxa de marcação que determinará o valor final das camisetas:

Subtraindo a porcentagem demonstrada acima de 100%, temos:

100% - 45% = 55%

Agora basta dividir este resultado também de 100%:

100/55 = 1,81

Pronto! 1,81 é o Mark Up para a sua loja de camisetas.

Uso do Mark Up

Para utilizar o Mark Up na formação do preço de venda, basta que esse índice seja multiplicado ao preço de custo de seus produtos ou serviços.

Aproveitando o caso acima, suponhamos que o seu fornecedor lhe venda camisetas a R$ 20,00. Desta forma:

20 x 1,81 = 36,20

Esse é o preço pelo qual você deverá comercializar para chegar à margem de lucro de 15%.

Conseguiu compreender? E você? Tem feito a precificação dos seus produtos da maneira correta, ou ainda tem dúvidas sobre a formação do preço de venda? Aproveite os comentários e converse com a gente!

voltar