Fique por dentro das novidades e saia na frente

Receba e-mails semanalmente com novidades.

 

 

Aprenda a aumentar os lucros da empresa e cortar gastos ao mesmo tempo

Postado por Márley Nolêto

Postado em 15/09/2015 08:00:00


Aumentar as vendas nem sempre depende somente do empresário, especialmente em tempos de crise como o que estávamos vivendo atualmente. Para conseguir sobreviver no mercado e até mesmo crescer, muitas vezes a melhor opção é planejar corte de gastos. Mas essa estratégia de redução deve ser bem criteriosa e muito pensada, pois o grande desafio é diminuir as despesas que não vão prejudicar o bom funcionamento do empreendimento. Para que a redução de custos tenha como foco aumentar os lucros e não resulte em um fracasso, separamos algumas dicas de como fazer os cortes da maneira certa!

Analise a situação da empresa

Antes de tomar qualquer iniciativa, o empresário ou gestores devem fazer uma análise rigorosa das finanças da empresa. Para isso, é importante que a empresa já tenha consolidada a prática de fazer a gestão financeira por meio de fluxo de caixa, ter plano de negócios ou planejamento estratégico etc. Com essas informações em mãos, os líderes da empresa saberão quais as despesas que estão impactando negativamente nas finanças da empresa que está visando aumentar os lucros. Não adianta fazer um plano de redução de custos sem analisar a situação da empresa e deduzir que cortar gastos com impressão e com água, por exemplo, é uma boa ideia. Cada empresa funciona de um jeito diferente e os gastos também têm impactos distintos dependendo do ramo de atuação. Algumas empresas precisam investir em maquinário novo para otimizar o processo, por exemplo, reduzindo custos a médio e longo prazo.

Reduza os custos com cuidado

Todo cuidado é pouco ao tomar a decisão de reduzir custos. Existem vários erros que podem ser cometidos no processo que acabam levando a empresa ao fracasso, ao invés de aumentar os lucros. Um deles é ignorar que alguns cortes podem resultar em prejuízos ocultos, como no caso de demissões. Ao optar por reduzir as despesas com a demissão de funcionários, por exemplo, podem ser perdidos alguns talentos essenciais para o crescimento e desenvolvimento do empreendimento. A economia imediata e a curto prazo é óbvia: os gastos com folha de pagamento reduzem consideravelmente. Mas é preciso avaliar se a médio e longo prazo a falta de gente capacitada e treinada não prejudicará o bom andamento dos negócios. Outro erro é cortar despesas que comprometem o bom atendimento e qualidade do produto ou serviço ou o bem estar dos funcionários, gerando insatisfação e diminuição da produtividade. Toda redução de custos, portanto, deve envolver muito planejamento e um plano de ação que realmente aumente as margens de lucro.

Aumente os lucros

A tarefa de reduzir custos para aumentar os lucros é desafiadora, mas é possível. Algumas dicas que deram certo em empresas:

  • Reduzir as despesas com retrabalho, aumentando a produtividade e resultando em crescimento do faturamento.

  • Acabar com o desperdício: reavalie todas as despesas fixas, desde o copo de cafezinho e material de escritório até plano de internet e telefone, fornecedores, prestação de serviços, advogados etc. Veja quais desses custos é possível cortar sem grandes impactos para todos e se é possível negociar os contratos.

  • Avalie as vendas: veja quais produtos e serviços geram maior lucro e concentre os esforços nestes, reduzindo o custo de produtos e serviços que não oferecem lucro e retorno para a empresa.

  • Tenha metas e ofereça recompensas: envolver os colaboradores nas metas da empresa é fundamental para que eles sintam-se parte do processo.  Oferecer algumas recompensas para os que alcançarem as metas pode ser uma motivação a mais. Com isso, reduzem-se os custos com o retrabalho e a falta de produtividade.

Toda empresa tem como meta aumentar os lucros ao vender cada vez mais serviços ou produtos. Mas em tempos de crise, nem sempre essa alternativa é possível. Por isso, investir em estratégias para reduzir os custos pode ser uma para ajudar no crescimento do negócio.

O artigo foi útil? Compartilhe esse artigo nas redes sociais para ajudar outras empresas a crescerem de forma eficiente!

voltar