Fique por dentro das novidades e saia na frente

Receba e-mails semanalmente com novidades.

 

 

6 Passos importantes a seguir para começar a emitir NF-e

Postado por Ana Moura

Postado em 17/02/2017 09:49:41


A NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) foi desenvolvida para modernizar a maneira de emitir a nota fiscal no país. Foi elaborada a fim de substituir o bloco de notas, que assim como a NF-e, serve para comprovar a transação e o recolhimento de impostos.

A emissão da NF-e é importante, pois quando não emitida, a ação é caracterizada como sonegação fiscal, ou seja, crime. A emissão de nota fiscal para o consumidor final através da NFC-e também é obrigatória, substituindo a NF-e, nestes casos, ou seja, quando a venda for para um destinatário não contribuinte e este estiver comprando para consumo próprio, o estabelecimento poderá emitir uma NFC-e (Nota Fiscal Eletrônica ao Consumidor) ao invés de uma NF-e.

Acompanhe um passo a passo, com dicas para você que deseja e emitir sua NF-e precisa seguir:

1º Passo - Encontrar um contador de confiança

A contratação de um contador é comum e deve ser criteriosa. É necessário um planejamento prévio, estamos falando das suas finanças, e o contador é o profissional responsável a realizar a declaração de impostos, as transações bancárias do empreendimento, entre outros. Isso te permite, a dedicação dos outros processos do empreendimento. Mas isto é um vínculo de confiança, e confiança refere-se a boas decisões. É importante se conhecer as referências do profissional, do escritório em que ele atua e saber ainda se já ocorreram aborrecimentos com contratações anteriores é um sinal da qualidade do profissional e do serviço que irá se contratar.


2º Passo - Registrar a empresa na junta comercial de seu estado

O registro de uma empresa que irá exercer atividades empresariais deve ser feito na Junta Comercial do seu estado de instalação, é a certidão de nascimento da empresa, onde suas alterações e extinção dever ser registrada, é como um arquivo de registros da empresa.


3º Passo Registrar a empresa na secretaria da fazenda de seu estado (SEFAZ)

Se faz necessário o cadastro na Secretária de Estado da Fazenda (SEFAZ) onde sua empresa está instalada. É um cadastro simples, mas dependendo de Estado alguns critérios podem ser exigidos, o Contador de confiança irá lhe orientar quanto a legislação do seu estado.


4º Passo Adquirir um certificado digital modelo A1

Com o propósito de manter valor jurídico, a sua NF-e, se faz necessário uma assinatura digital (ID digital). Essa certificação pode ser adquirida através de uma Autoridade Certificadora habilitada por órgão ICP (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira). Um Contrato de validade digital atesta que foi a sua empresa que emitiu e concorda com os dados.Antes de adquirir a certificação é necessário verificar se o sistema que irá utilizar aceita o modelo A1. Existem sistemas que aceitam os modelos A1 e o A3.


5º Passo Credenciar a empresa para emissão de NFE na SEFAZ de seu estado

O credenciamento permiti o contribuinte emitir a NF-e, conforme modelo nacional, substituindo à Nota Fiscal Manual. O credenciamento é feito geralmente através do site da SEFAZ do estado em que a empresa foi constituída e tem suas atividades comerciais.


6º Passo Adquirir um sistema de emissão de notas fiscais ou um sistema ERP

Você vai precisar de um software para gerar notas fiscais eletrônicas. Recentemente a SEFAZ descontinuou o software emissor que era fornecido gratuitamente desde de 2010, alegando que não irá mais efetuar a atualização do mesmo. Mas, hoje existem Sistemas de Gestão empresariais que executam não só a emissão de notas fiscais como muitas outras funcionalidades importantes para os processos. Optar por um software emissor de notas fiscais é a solução mais eficiente, é prático e econômico para a sua empresa.

 

voltar